371 produtos encontrados.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
Ordenar por:
  • BurnOut (Thermogenic Formula) - GO Nutrition
    -46% Recomendado Ativo Destaque Disponível Página Inicial Veja Também
    R$ 99,90 R$ 53,91 à vista
    R$ 59,90 em até 3x de R$ 19,97
    Produto indisponível
  • L-Carnitina Caps - Probiótica
    -51% Recomendado Ativo Destaque Disponível Lançamento Veja Também
    R$ 129,00 R$ 62,10 à vista
    R$ 69,00 em até 4x de R$ 17,25
    Produto indisponível
  • Ômega For (Ômega 3) - Vitafor
    -10% Recomendado Ativo Disponível Veja Também
    R$ 35,00 R$ 31,50 à vista
    R$ 35,00 em até 2x de R$ 17,50
    Produto indisponível
  • L-Carnitina 2000 (400 ml) - Probiótica
    -41% Ativo Destaque Disponível Lançamento Veja Também
    R$ 77,00 R$ 44,91 à vista
    R$ 49,90 em até 3x de R$ 16,63
    Produto indisponível
  • Desodalina - Sanibras
    -10% Ativo Destaque Disponível Lançamento Página Inicial Prevalecer Preto do Produto
    R$ 69,90 R$ 62,91 à vista
    R$ 69,90 em até 4x de R$ 17,48
    Produto indisponível
  • Ômega For Plus (Ômega 3) - Vitafor
    -22% Ativo Destaque Disponível Lançamento
    R$ 80,00 R$ 62,10 à vista
    R$ 69,00 em até 4x de R$ 17,25
    Produto indisponível
  • Max Shake - Max Titanium
    -38% Recomendado Ativo Destaque Disponível Lançamento
    R$ 36,70 R$ 22,50 à vista
    R$ 25,00 em até 1x de R$ 22,50
    Produto indisponível
  • OxyElite Pro - USP Labs
    -39% Recomendado Ativo Destaque Disponível Prevalecer Preto do Produto Veja Também
    R$ 219,90 R$ 134,10 à vista
    R$ 149,00 em até 6x de R$ 24,83
    Produto indisponível
  • Combo Definição - IntegralMédica
    -37% Ativo Destaque Lançamento Disponível
    R$ 112,90 R$ 71,10 à vista
    R$ 79,00 em até 5x de R$ 15,80
    Produto indisponível
  • Lipo 6 Aqua - Nutrex
    -47% Ativo Destaque Disponível Lançamento Prevalecer Preto do Produto
    R$ 189,90 R$ 99,90 à vista
    R$ 111,00 em até 6x de R$ 18,50
    Produto indisponível
  • Therma Pro Hardcore - Integralmédica
    -10% Recomendado Ativo Destaque Disponível Veja Também
    R$ 39,00 R$ 35,10 à vista
    R$ 39,00 em até 2x de R$ 19,50
    Produto indisponível
  • LA Top Definition (Nova Fórmula) - Integralmédica
    -25% Veja Também Disponível Destaque Ativo Recomendado
    R$ 59,00 R$ 44,10 à vista
    R$ 49,00 em até 3x de R$ 16,33
    Produto indisponível
371 produtos encontrados.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11
Ordenar por:

Saiba mais sobre Emagrecimento

Emagrecimento saudável

Ter um corpo em forma é o desejo de muitas pessoas, é um anseio que vem desde os primórdios da humanidade. Mas, em tempos em que a exposição em mídias sociais se torna cada dia mais parte do nosso cotidiano e a busca por uma imagem que saia bem na foto e que conquiste a aprovação social é igualmente crescente, a pergunta “como fazer para emagrecer” virou praticamente um mantra.

Quantas vezes não nos pegamos diante do espelho, com olhares de autorreprovação que logo são seguidos por pensamentos angustiantes que vão de “preciso emagrecer rápido” a “preciso emagrecer urgente”? “Será que consigo emagrecer em uma semana?”, “quais exercícios para emagrecer devo fazer?”, “quais métodos para emagrecer são os mais eficazes” ou, ainda, “o que tomar para emagrecer?”, são questionamentos que fazemos, muitas vezes, quase que de modo automático.

Afinal, colocar um vestido para ir a uma festa e se sentir bem, ir à praia sem medo de se mostrar ou curtir sem camiseta um churrasco à beira da piscina com amigos e familiares sem receio de exibir gordurinhas a mais, por menor que sejam, traz, convenhamos, uma sensação muito boa.

Entendido como um comportamento cultural, o culto ao corpo perpassa todas as classes sociais e faixas etárias. Ora motivado por questões estéticas, ora movido pela preocupação com a saúde, encontrar meios de como emagrecer rápido e fácil é, hoje, uma preocupação massiva.

Contudo, mais do que tentar descobrir como emagrecer rapidamente, entender que independentemente do método adotado o importante é encontrar caminhos que respeitem os limites do nosso corpo e a nós mesmos é o primeiro passo para perder alguns quilos. E, melhor, ainda, conquistar um emagrecimento saudável.

Emagrecimento saudável

Dieta para emagrecer

Quem nunca fez uma “dieta maluca” para perder 3 quilos em uma semana, pegou com um amigo uma receita de chá para emagrecer, se arriscou com um remédio para emagrecer rápido, e por aí vai?! Essas práticas são mais comuns do que pensamos. E perigosas!

Dietas muito restritivas podem até emagrecer em um primeiro momento. Mas, a longo prazo, trazem sérios riscos à saúde e geralmente levam a recuperar em dobro o que foi perdido.

Por isso é muito importante, no processo de emagrecimento, contar com o apoio de um médico endocrinologista e um nutricionista ou nutrólogo para que, juntos, cheguem ao melhor cardápio alimentar para cada caso. Isso porque cada organismo reage de um jeito. O que é bom para emagrecer rápido para Fulano não necessariamente levará Ciclano a responder do mesmo modo. Não existem fórmulas mágicas, muito menos milagres quando a pretensão é emagrecer. Cada corpo é um corpo e, como tal, deve seguir dietas distintas.

E por falar em dietas para emagrecer, muitas são as variações – low carb, cetogênica, dos pontos, Dukan, da proteína, paleolítica, mediterrânea, jejum intermitente etc. –, e encontrar a que melhor se adapta à sua necessidade é fundamental para garantir o sucesso do seu tratamento. Mas algumas orientações nutricionais podem ser extremamente úteis seja qual for método a ser adotado, por serem regras básicas em processos de emagrecimento. São elas:

No café da manhã

• No café da manhã

O café da manhã considerado ideal pode ter 20% do consumo diário de calorias (cerca de 400 kcal, se levarmos em conta uma dieta de 2000 kcal). Nessa refeição, dê preferência às frutas, cereais, ovos, pães integrais e oleaginosas e, na parte líquida, invista em sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café, sempre sem adição de açúcar.

No lanche da manhã

• No lanche da manhã

Deve ser uma refeição leve, com alimentos de baixo índice glicêmico, ou seja, de absorção lenta. O ideal é representar até 5% do consumo diário (cerca de 100 kcal), sendo as frutas, oleaginosas, chás, água de coco e alimentos e sucos naturais e integrais boas opções.

No almoço

• No almoço

Dividir o prato em quatro partes facilita acertar a mão nessa refeição, que pode chegar a 30% do consumo diário (cerca de 600 kcal). Ocupe duas partes com saladas e legumes, uma parte com uma fonte de carboidrato e a última parte com fontes de proteína. Para beber, suco natural ou chá. E lembre-se que molhos podem ser bem calóricos, por isso, tente temperar as partes verdes com apenas um fio de azeite.

No lanche da tarde

• No lanche da tarde

Também uma refeição leve, com aproximadamente 15% do consumo diário (cerca de 300 kcal), deve equilibrar carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais, como frutas secas, cereais, castanhas, suplementos proteicos, chás detox ou iogurtes sem açúcar.

No jantar

• No jantar

A janta pode ter 25% do consumo diário (cerca de 500 kcal), dividida em carboidratos, proteínas de digestão simples, gorduras, vitaminas e minerais. Sopas e lanches naturais são bons alimentos para essa refeição, ou então legumes e verduras acompanhados de uma fonte proteica como peixe e frango. Para beber, sucos naturais e chás são boas pedidas.

Na ceia

• Na ceia

Um alimento rico em proteína é o ideal para preparar seu corpo para o longo período sem alimentação que está por vir. Frutas, que são carboidrato leve ou, no máximo, uma torrada integral também podem ser consumidos na ceia, que deve ter 5% do consumo diário (100 kcal).

Vale lembrar que as sugestões acima podem variar conforme os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo e que, acima de tudo, é importante não restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Se você quer perder medidas, o primeiro passo para eliminar os quilinhos indesejáveis de um jeito saudável e duradouro é, portanto, bastante simples: investir em bons hábitos alimentares, com orientação profissional. Seguir por esse caminho te levará a chegar ao objetivo traçado de forma muito mais fácil e segura.

E se existe no mundo uma receita para emagrecer eficiente, capaz de fazer com que você emagreça com saúde, é essa: ingerir menos calorias do que seu corpo gasta ao longo do dia, e aliar este hábito à prática regular de atividades físicas. Essa é, sem dúvida, a melhor dieta para emagrecer!

Ajuda para emagrecer: exercícios físicos

Ajuda para emagrecer: exercícios físicos

Vimos que dietas para emagrecer rápido podem causar danos, por vezes, irreversíveis à saúde, principalmente quando feitas sem supervisão médica. Você pode até encontrar meios de como emagrecer em um mês, como emagrecer em uma semana e, até mesmo, como emagrecer em um dia. Mas a grande verdade é que para ter suas chances de emagrecer de vez aumentadas, o melhor é adotar posturas que te levem a uma perda de peso gradual.

Isso porque quando seu corpo aprende e acostuma a conviver com menos quantidade de comida, passa a gastar as calorias de forma inteligente e, como consequência, a queimar gordura e ganhar massa magra. Só que esse não é um processo que acontece da noite para o dia. Exige hábitos saudáveis, recorrentes e muita disciplina.

Perder gordura de forma progressiva dificulta a volta do tecido adiposo. Já com dietas para emagrecimento rápido, como a dieta da sopa, em contrapartida, o ganho de peso pode ser igualmente veloz tão logo terminem as restrições.

Grandes aliados sempre que a questão em pauta são receitas para emagrecer, os exercícios físicos são cruciais para afinar de forma saudável. Afinal, se para perder peso com saúde é necessário haver um gasto calórico maior do que o consumo de calorias, são eles os grandes facilitadores dessa matemática. Por isso, normalmente, dietas são prescritas em conjunto com a prática de exercícios.

Caminhar, correr, fazer natação e andar de bicicleta são atividades excelentes e que levam a um bom gasto calórico. Uma corrida de uma hora, por exemplo, pode levar à queima de até 900 calorias. Se acompanhadas de musculação, geram ainda mais benefícios, como o ganho de músculos e a redução da flacidez, fator extremamente comum em quem perde muito peso.

Uma boa dica para emagrecer e, ao mesmo tempo, ganhar massa muscular, é fazer exercícios aeróbicos e anaeróbicos no mesmo treino, de modo contínuo. Chamado de treino intervalado, o método é bastante indicado por exigir o máximo do corpo ao intercalar exercícios sem pausas para repouso – o que eleva, e muito, o gasto calórico.

Por exemplo, pedale na bicicleta ergométrica durante dois minutos em ritmo “normal” e mais dois em ritmo acelerado. Sem descansar, faça três séries de musculação para membros inferiores, evitando pausas prolongadas entre os aparelhos. Volte a pedalar como no primeiro ciclo, levante e faça três séries para membros superiores. E assim continue até terminar as séries que constam da sua ficha diária de treino.

Se a opção for fazer somente exercícios aeróbicos, como caminhadas no parque, para manter o metabolismo acelerado lembre-se de mudar o ritmo constantemente. A cada três ou quatro minutos, alterne as passadas de modo a acelerar e reduzir a velocidade.

Ah! E para perder a barriguinha tão indesejada, que costuma ser a parte do corpo mais odiada por quem está acima do peso, não adianta fazer somente abdominais. Eles ajudam a definir, mas não queimam gordura. Sempre que a intenção é perder gordura localizada, é preciso fazer exercícios aeróbicos.

No emagrecimento, a barriga costuma ser difícil de ser eliminada porque essa é a região onde o corpo faz mais reservas de gordura. Por isso ela é a primeira a aparecer quando engordamos, e a última a sumir quando emagrecemos. Para potencializar a perda de gordura na região abdominal quando estiver se exercitando, uma dica bem legal é manter o abdômen contraído durante toda a atividade. Essa contração fará com que você concentre na região quase toda a força usada, o que ajudará a aumentar a definição.

Seguir essas dicas, ou seja, incluir exercícios físicos na sua rotina e seguir uma alimentação equilibrada, com ajuda de suplementação quando necessário, vai certamente te levar a perder quilos mais facilmente e emagrecer barriga rápido.

Vilões x mocinhos no processo de emagrecimento

Ainda batendo na tecla de que cada organismo reage de uma forma quando o assunto é dieta e emagrecer, e que todo e qualquer cardápio para reduzir medidas saudavelmente precisa respeitar individualidades, um tópico é sempre consenso seja qual for a linha a ser seguida: quanto mais natural for o alimento, melhor.

Por isso, frutas, legumes, verduras e cereais integrais são unanimidades nas listas indicadas pelos profissionais aptos a receitar dietas para emagrecer com saúde, assim como outras fontes de fibras. Por outro lado, açúcares, carboidratos, gorduras e sal devem ser restringidos quando a intenção é reduzir calorias.

É importante ressaltar que restringir não significa cortar 100%, e sim, moderar o consumo. Esses alimentos devem ser evitados principalmente quando na forma de produtos industrializados, que, por sinal, podem ser facilmente substituídos por produtos mais naturais. Por isso a necessidade de contar com orientação profissional para entender quando, como e o quanto consumir de cada um.

• Açúcar

Presente em muitos compostos orgânicos, o açúcar se apresenta em formas variadas: nas frutas, como a frutose; no leite, como lactose; na cana de açúcar, como sacarose; e por aí vai. O açúcar mais consumido no mundo é o refinado, que, mais barato, é muito utilizado na produção de bolos, doces, sorvetes e outros produtos engordativos.

Você pode não saber, mas o açúcar faz parte da família dos carboidratos. No organismo, os carboidratos se transformam em glicose, que é um combustível essencial para o funcionamento normal do corpo. O problema é que muitos produtos industrializados, além dos carboidratos naturais dos ingredientes, levam uma dose a mais de açúcar refinado no momento da produção. Um suco de morango de caixinha que já possui o açúcar natural da fruta, a frutose, quando da fabricação ainda é adoçado artificialmente com sacarose, o que ajuda a extrapolar o consumo máximo diário desse nutriente.

Se por um lado o consumo moderado de açúcar é importante, já que o cérebro precisa de algumas gramas de glicose todos os dias para funcionar bem, por outro lado o uso em excesso produz vários efeitos negativos. Os principais são o favorecimento do ganho de peso e estímulo da produção de gordura, ao passo que quando ingerido, a parte que o corpo não absorve como energia vira gordura.

Também gera apenas saciedade momentânea, por ser de rápida absorção, o que leva à sensação de fome pouco tempo após o consumo. Por isso quando comemos doces temos vontade de comer de novo muito rapidamente.

Trocar o açúcar branco por alternativas naturais – como o mel, açúcar de coco, stevia, eritritol e xilitol – garante o sabor doce dos alimentos, induz a menor ingestão de calorias e ajuda no combate do consumo excessivo, que pode aumentar as chances do surgimento de obesidade, diabetes, colesterol alto, cáries dentárias, cardiopatias e gordura no fígado, entre outras doenças.

Açúcar
Carboidrato

• Carboidrato

Considerado por muitos o grande vilão das dietas, o carboidrato é fundamental para o organismo e também não deve ser eliminado completamente da rotina alimentar. Tal afirmação pode até parecer contraditória em um primeiro momento, mas é justamente esse nutriente que permite haver um “bom emagrecimento”, ou seja, aquele em que a perda de peso significa perda de gordura.

Explica-se: a gordura é nosso estoque de energia. E o objetivo principal no processo de digestão é transformar os carboidratos em glicose para fornecer energia às células de forma rápida. Quando não comemos carboidrato, nosso corpo passa a armazenar gordura para um momento de emergência e, como consequência, perdemos músculos para suprir a necessidade energética.

Assim, o carboidrato é fundamental para quem quer ganhar músculos, além do que a falta do nutriente gera fadiga, baixa no humor, cansaço e perda de cognição. O segredo está novamente na quantidade a ser ingerida e, claro, na qualidade.

Existem carboidratos simples e complexos. Na classificação simples estão os açúcares, separados em monossacarídeos e dissacarídeos, também chamados de refinados. São os mais comuns e têm alto índice glicêmico, isto é, provocam um pico de energia no corpo e têm rápida absorção. São exemplos mais conhecidos o pão francês e o arroz branco.

Já os complexos, que são os polissacarídeos (amidos e fibras), têm baixo índice glicêmico, geram menos insulina no sangue e são absorvidos lentamente, o que ajuda na prevenção da diabetes e no acúmulo de gordura. Os mais conhecidos são os grãos e massas integrais. São os tipos complexos, pois, que devem ganhar mais espaço na sua dieta.

• Gordura

Muitas vezes confundida com os carboidratos, especialmente os açúcares, a gordura pertence à classe de nutrientes denominada lipídeos, que são compostos pouco solúveis em água. Os lipídeos são classificados em esteróis (colesterol), fosfolipídios (lecitina), triglicérides (óleos e gorduras) e vitaminas lipossolúveis. Os triglicérides são formados por glicerol e ácidos graxos, que são divididos em saturados, monoinsaturados e poli-insaturados.

Com cada vez mais alimentos processados à disposição no mercado, inevitavelmente passamos a consumir uma quantidade enorme de alimentos ricos em gorduras da pior qualidade, especialmente as saturadas e as hidrogenadas. Biscoitos, bolos, sorvetes, manteigas, maioneses, salgadinhos, embutidos, congelados e frituras são alguns dos produtos industrializados que possuem altas taxas dessas gorduras, que, consumidas em excesso, podem levar à obesidade e às doenças do coração.

Mas, será que as gorduras são tão inimigas da saúde e da boa forma como pensamos? A resposta, mais uma vez, depende da quantidade e do tipo de gordura que você anda comendo.

As chamadas “gorduras amigas”, que são as monoinsaturadas e poli-insaturadas, presentes, por exemplo, em óleos vegetais, azeite de oliva, sementes, nozes e peixes, podem e devem fazer parte do seu cardápio, desde com moderação. Quando inseridas de forma equilibrada e saudável na rotina alimentar, são essenciais ao bom funcionamento do organismo.

Além de melhorar a textura e o sabor dos alimentos, as gorduras são consideradas o maior combustível das células que compõem o corpo humano. Cada grama de gordura fornece 9 quilocalorias (Kcal), o que representa mais que o dobro da energia fornecida pelas proteínas e pelos carboidratos.

No mais, uma dieta sem nenhuma gordura pode levar à deficiência de vitaminas, ao passo que ela participa do transporte e absorção, pelo intestino, das vitaminas lipossolúveis A, D, E e K. Pode, ainda, resultar na carência de ácidos graxos essencias, que exercem funções vitais no organismo, como ajudar a reduzir os níveis de colesterol no sangue, estimular o crescimento e auxiliar o metabolismo regular dos carboidratos (transformando-os em energia), entre outros.

Gordura
Sal

• Sal

Abusar do sal na hora de se alimentar pode provocar a retenção de líquidos e causar aquela desconfortável sensação de inchaço que, muitas vezes, se passa por excesso de gordura. Isso acontece porque além de aumentar a concentração de líquidos no organismo, o uso excessivo do sal faz com que o intestino funcione mal, o que acaba impedindo a perda de peso.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo ideal e saudável de sódio – que é o principal componente do sal de cozinha – por dia é de 2g, ou seja, 1/2 colher de café. Essa quantidade garante ao sal desempenhar a função de regular a passagem de líquidos e substâncias que ficam dentro e fora das nossas células, bem como viabilizar a transmissão de impulsos nervosos e para a contração muscular.

Contudo, se levarmos em conta que da hora que acordamos até a hora que dormimos geralmente consumimos alimentos ricos em sal, facilmente essa quantia é superada, o que pode levar à hipertensão arterial e problemas renais.

Por isso é tão importante adotar alternativas naturais na hora de temperar os alimentos, como optar pelos mix de ervas. Ou, então, dar preferência ao sal marinho, grosso e light que têm menor quantidade de sódio na composição. Mas todos devem ser utilizados com cautela, assim como o sal de cozinha comum.

Dicas de emagrecimento

Da mesma forma que realizar mudanças radicais na alimentação sem o auxílio de um profissional de saúde não é recomendável, milagres que façam uma pessoa emagrecer ainda não existem. Perder peso exige mudança de hábitos e adoção de um estilo de vida saudável, pautado no equilíbrio entre alimentação adequada e exercícios físicos rotineiros.

Mas, se o que você precisa é um empurrãozinho que te inspire a o que fazer para emagrecer, seguem algumas dicas simples, mas preciosas, para uma dieta de sucesso:

  • Tome pelo menos 2 litros de água por dia e beba de três a quatro xícaras de chá, dando preferência aos chás verde, branco, preto, de hibisco, de canela, de gengibre, alecrim, amora, erva cidreira e hortelã, sempre sem adição de açúcar. As versões in natura, em folhas, são mais eficazes que os sachês industrializados;
  • Prefira os alimentos integrais, que contêm mais nutrientes e fibras. Além de melhorar o funcionamento do intestino e promover saciedade prolongada, de modo a retardar novo “alerta” de fome, as fibras grudam nas moléculas de gordura e ajudam o corpo a eliminá-las;
  • Reduza a ingestão de alimentos com muito sódio, que favorecem a retenção de líquidos e prejudicam as funções intestinais. Em casa, não adicione sal ao cozinhar e utilize ervas e temperos naturais para adicionar sabor à comida. No mercado, escolha produtos com o aviso de “menos sódio”, “redução de sódio” ou “sem sal”;
  • Prefira preparações menos calóricas, como assados, cozidos ou a vapor, e evite alimentos gratinados, fritos, à parmegiana ou à milanesa;
  • Para incluir de forma inteligente as proteínas na sua rotina alimentar, selecione cortes mais magros de carnes e evite as carnes gordurosas e os embutidos (presunto, mortadela, salsicha etc.);
  • Passe a observar o rótulo das embalagens dos alimentos e veja a quantidade de gordura (principalmente a saturada) que eles possuem, na Tabela Nutricional. Também evite manteiga, maionese, sorvetes de massa e outras guloseimas, além de carnes muito gordas;
  • Comece as refeições pelas saladas, para diminuir as chances de exagerar no prato principal. Aposte nos legumes crus e verduras, que ajudam a enganar o estômago;
  • Não abuse das frutas e sucos naturais, já que a frutose quando consumida em excesso também se transforma em glicose;
  • Não coma mais de um carboidrato (arroz, batata, massa) por refeição;
  • Evite refeições volumosas especialmente à noite, pois o excesso de nutrientes tende a virar gordura corporal com o corpo em repouso;
  • Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar. Jejuns longos fazem o corpo queimar mais massa muscular e armazenar tecido gorduroso;
  • Coma com calma e prestando atenção nos alimentos enquanto se alimenta. Comer muito rápido ou quando sua atenção está em outro lugar pode levar ao consumo exagerado de calorias. Também preste atenção à fome e à satisfação antes, durante e após refeições, para aprender a reconhecer quando comer e quando parar;
  • Durma bem. Durante o sono, o corpo humano produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia.
Dicas de emagrecimento

Pode até ser difícil se afastar de alimentos altamente calóricos no início. Mas, com um cardápio variado e criativo – e foco! – é possível, sim, manter uma rotina alimentar agradável que vai te fazer sentir melhor com o seu próprio corpo.

E se deslizes acontecerem em um dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte. O importante é manter o equilíbrio durante algum tempo e, depois, continuar se alimentando de forma saudável para conseguir manter o peso alcançado e emagrecer de vez.

Mudar a alimentação sem passar fome é a principal de todas as dicas de emagrecimento para uma reeducação alimentar que resulte em benefícios a longo prazo, tanto para o seu peso quanto a sua saúde.

Encontre produtos naturais para emagrecer

Agora que você já sabe que se alimentar de forma saudável é o principal caminho para que você emagreça de vez, vamos te ajudar a encontrar boas opções de compostos e alimentos naturais para compor uma dieta simples para emagrecer!

Na Loja do Suplemento temos uma ampla variedade de produtos naturais que, além de facilitar sua vida, vão te ajudar a manter a linha de uma forma saborosa: açúcares como xylitol e mascavo orgânico; chá detox; óleos de peixe ômega 3, coco e de linhaça; tempero de ervas zero sódio; maionese e mostarda sem adição de sódio, açúcares, gordura e glúten; achocolatado 70% cacau e sem açúcar; entre muitos outros.

Suplementos para emagrecer é aqui

Além de produtos naturais para emagrecer, também temos a melhor variedade de suplementos para emagrecer, com os melhores preços e condições de mercado.

Suplementos emagrecedores são produtos que aceleram o metabolismo para que o organismo queime mais calorias que o habitual. Combinados com dietas equilibradas, os emagrecedores oferecem resultados maiores do que os esperados. Mas, apesar de não causarem danos à saúde, o ideal é que sejam indicados por um nutricionista, que irá receitar o produto ideal para cada metabolismo.

Pessoas que já praticam atividades físicas e que buscam perder massa gorda, em um espaço de tempo menor que o normal, fazem bastante uso dos suplementos alimentares, que são também indicados para quem quer eliminar gordura localizada e ganhar definição.

Com a Loja do Suplemento, montar seu kit emagrecimento e chegar com sucesso ao seu objetivo vai ser muito mais fácil e vantajoso. Veja algumas opções de dicas para emagrecer:

Burnout (Thermogenic Formula), da GO Nutrition

• Burnout (Thermogenic Formula), da GO Nutrition

O Ultra Premium Burnout da GO Nutrition é um suplemento para emagrecer com fórmula avançada, composta por cafeína anidra em sua fórmula mais pura. Com 120 cápsulas e 210mg de cafeína por cápsula, é ótimo auxiliar em dietas de emagrecimento, por acelerar o metabolismo e favorecer a queima calórica, além de ser ideal para quem busca mais energia e disposição nos treinos físicos.

Combo Emagrecimento + Definição, da Integralmédica

• Combo Emagrecimento + Definição, da Integralmédica

Kit com dois produtos mais um brinde, o Combo Emagrecimento + Definição da Integralmédica é perfeito para dietas de emagrecimento, pois é composto por um termogênico 280mg de cafeína (Therma Pro Hardcore) e um combinado de óleo de cártamo com picolinato de cromo (L.A. Top Definition). Enquanto o primeiro aumenta a energia e resistência durante os treinos, o segundo atua no processo de queima de tecido adiposo. Juntos, elevam o metabolismo e favorecem a lipólise, que é a quebra de gorduras.

Max Shake, da Max Titanium

• Max Shake, da Max Titanium

O Max Shake da Max Titanium é um excelente suplemento alimentar que atua como substituto de até duas refeições principais diárias, por oferecer os níveis de proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, vitaminas e minerais que o corpo precisa. Nos sabores chocolate, morango e vitamina de frutas, possui fórmula com dois tipos de proteínas de alto valor biológico que auxiliam no emagrecimento e no ganho de massa muscular magra: proteína hidrolisada da soja e colágeno hidrolisado. Conta, também, com Waxy Waize, que ajuda na absorção mais eficaz dos nutrientes.

XTEA®, da Atlhetica Nutrition

• XTEA®, da Atlhetica Nutrition

O XTEA® é uma fórmula exclusiva e patenteada que muito além de promover uma vida saudável e bem-estar de forma natural e com qualidade, tem como foco auxiliar na prevenção da retenção de líquidos. Chá misto nos sabores cereja, hibisco, raspberry, gengibre, carqueja, café verde, canela e pimenta vermelha, possui efeitos termogênico e diurético, o que o faz contribuir ativamente para a detoxificação do organismo e no gerenciamento de peso. A caixa possui 20 sticks de 7g cada.

*As informações contidas nesse texto não substituem a orientação de um profissional da área de saúde.